Liderança e Gestão para Transformações em Empresas e Empreendedorismo

Nicholas Merlone
Nicholas Merlone

25 de Fev de 2018

Liderança e Gestão para Transformações em Empresas e Empreendedorismo

As reflexões que trago se aplicam tanto a profissionais do direito, assim como a profissionais de outras áreas, como empresários e empreendedores.

Em primeiro lugar, é preciso saber quem é o administrador de uma empresa ou escritório e o seu potencial para liderá-lo, realizando mudanças positivas no ambiente de trabalho, bem como buscar novas oportunidades.

Assim...

Quem é o Administrador?

“Administrador é o profissional que otimiza os resultados das empresas, pela atuação, individual ou coletiva, das pessoas que trabalham em sua complementação e/ou sob a sua orientação.” (v. Djalma Oliveira, 2009, p. 15)

Então...

O que é Liderança?

“Liderança é o processo em que uma pessoa é capaz, por suas características individuais, de apreender as necessidades dos profissionais da empresa, bem como de exprimi-las de forma válida e eficiente, obtendo o engajamento e a participação de todos no desenvolvimento e na implementação dos trabalhos necessários ao alcance das metas e objetivos da empresa.” (2009, p. 205)

Ou ainda...

“A liderança é um fenômeno social e ocorre exclusivamente em grupos sociais e em organizações. É um tipo de influência, uma força psicológica e envolve conceitos como poder e autoridade [...]. A influência pode ocorrer de diversas formas, indo desde formas violentas de imposição e coação até formas suaves de convencimento e sugestão.” (v. Chiavenato, 2016, p. 276)

Visto isso, torna-se necessário refletir...

Sobre a direção de uma empresa

A direção de uma organização é uma tarefa de várias pessoas e níveis. O Conselho de Administração integra a Governança Corporativa da Empresa, sendo o colegiado superior que estabelece quem vai ser o Presidente da Empresa, com uma equipe de diretores, os diretores com suas equipes de gerentes, os gerentes com sua equipe de supervisores, os supervisores com suas equipes de funcionários. (2016, p. 293)

“A função administrativa de direção se apoia basicamente em equipes. A equipe é o principal instrumento de trabalho do administrador em qualquer nível organizacional em que se encontre.” (2016, p. 293)

Desse modo, é preciso responder a algumas perguntas...

Como lidar com equipes?

Primeiro, é preciso escolher sua equipe. Depois, planejar o trabalho. Então, treinar e preparar a equipe. Em seguida, motivar a equipe. Como resultado, avaliar o desempenho da equipe. Finalmente, recompensar a equipe. (2016, p. 296)

Quais os cuidados com o trabalho em equipe?

Primeiro, é preciso ter objetivos claros. Depois, visão compartilhada. Então, distribuir os papéis e posições. Em seguida, decidir de forma colaborativa. Como resultado, liderar de forma compartilhada. Assim, buscar novas ideias para resolução de problemas. Desse modo, avaliar a eficácia da equipe. Finalmente, retroagir, ou seja, obter feedback. (2016, p. 298)

Quais as características de equipes de elevado desempenho?

(2016, p. 298 e 299)

- Compromisso e engajamento;

- Intenso relacionamento interpessoal entre os membros;

- Comunicação aberta e intensa;

- Colaboração e ajuda mútua e recíproca;

- Respeito e confiança entre os membros;

- Competências para atingir objetivos;

- Clima democrático e participativo;

- Trabalho conjunto e coletivo;

- Autoavaliação;

- Equipe como meio e não finalidade.

Diante disso, devemos refletir...

Perguntas para construir equipes de alto desempenho:

(2016, p. 299 e 300)

- Quem somos nós?

- Por que estamos aqui?

- Como estamos orientados?

- Quais as necessidades que devemos atender?

- Quais são os caminhos?

- Como podemos fazê-lo?

- O que fazer e como fazer?

- Como continuar a aprender?

- O que foi feito, como e por quê?

- Excelente trabalho! Qual é o próximo?

Portanto, neste momento, vejamos...

Regra de Ouro

Finalmente, devemos sempre valorizar o capital humano (intelectual), principal recurso da Administração, não esquecendo de que por trás dele há seres humanos. Assim, por meio do Empowerment, fortalecer ou empoderar pessoas, através da delegação de autoridade à elas e às equipes. (2016, p. 301)

And At last but not least...

É preciso espírito empreendedor para mergulhar nos negócios. Para isso, devemos responder às perguntas:

1 - O que fazer? Por onde começar?

2 - Quem serão meus aliados?

3 - Quais serão os passos iniciais?

4 - Qual o plano de negócio?

5 - Qual a missão, visão, objetivo e estratégia?

6 - Como gerenciar a equipe?

7 - Como gerenciar a produção?

8 - Como gerenciar o marketing?

9 - Como gerenciar as finanças?

 

Pois bem... espero ter contribuído às suas expectativas. Numa próxima oportunidade, vou tratar sobre Gestão da Inovação e Empreendedorismo. Até lá!

 

Bibliografia

CHIAVENATO, Idalberto. Fundamentos de Administração. Rio de Janeiro: Elsevier, 2016.

____________. Empreendedorismo. Dando Asas ao Espírito Empreendedor. 4ª. Ed. Barueri, SP: Manole, 2012.

OLIVEIRA, Djalma. Fundamentos da Administração. São Paulo: Atlas, 2009.

Nicholas Merlone

Coluna

LEG | Legislação, Liderança, Empreendedorismo & Gestão

Matérias: artigos, notícias, ensaios, análises, entrevistas, resenhas, biografias, insights e tendências & debates. (interessados em colaborar, entrem em contato).

Editor-redator: Nicholas Merlone
Empreendedor & Advogado
Mestre em Direito pelo Mackenzie |
Bacharel em Direito pela PUC/SP.
Membro do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) e da AASP (Associação dos Advogados de São Paulo).
Professor | Pesquisador (vinculado ao CNPq). Advogado (OAB/SP n. 303636).

Site Profissional
Conexão Empresário
Contato:
nicholas.merlone@gmail.com