Justiça em Foco

Candidato da PC considerado inapto em teste psicológico tem direito a perícia técnica

Concursos

Quinta-Feira, Dia 26 de Janeiro de 2017

A 1ª Câmara de Direito Público do TJSC determinou a realização de perícia técnica de um candidato eliminado do concurso para o cargo de delegado de polícia ​substituto, por ser considerado inapto no teste psicológico. Em primeiro grau, a ação foi julgada improcedente porque a avaliação psicológica está de acordo com os critérios fixados pela legislação.
 
Contudo, o autor alegou que foi injustamente visto como incapaz e postulou a reforma da decisão. A câmara entende que ter capacidade física e aptidão psicológica são requisitos básicos para o cargo pretendido pelo autor, por isso julgou imprescindível a realização de um novo exame pericial para esclarecer qualquer questionamento.
 
"Conquanto a exigência de aprovação em avaliação psicológica para o preenchimento de cargo público seja lícita, admite-se que o resultado obtido pela Comissão Avaliadora seja questionado em juízo", concluiu o relator da matéria, desembargador Luiz Fernando Boller. A decisão foi unânime (Apelação Cível n. 0336667-09.2014.8.24.0023).

Fonte: Da redação (Justiça em Foco), com TJSC.
Relatar Conteúdo Impróprio ou Comunicar Erro


Concursos


Indique a um amigo
Imprimir notícia 
Últimas Notícias

Outras Notícias Clique Aqui


Deixe um comentário

O código de validação é 5068