Eventos e Cursos

Diretor do INI, Brasílio Caldeira Brant, ministra palestra aos juízes federais em formação

Da redação (Justiça em Foco), com TRF1. - segunda, 13 de março de 2017
 

Dentro da programação do Curso de Formação Inicial de Juízes Federais Substitutos, ocorreu, no auditório do edifício Sede I, palestra sobre Papiloscopia em local de crime.
 
A aula foi ministrada pelo diretor do Instituto Nacional de Identificação (INI), Brasílio Caldeira Brant, papiloscopista com mais de 30 anos de atuação na Polícia Federal. A abertura do evento foi feita pela juíza federal Kátia Balbino, diretora do foro da Seção Judiciária do DF.
 
Durante a palestra, Brant informou que os métodos usados pela ciência da Papiloscopia são capazes de "colocar alguém de modo inquestionável na cena de um crime". Ele também mostrou aos novos juízes federais quais são os serviços prestados pelo INI, abordou a história da Papiloscopia no Brasil e apresentou vários casos nos quais foram usadas técnicas dessa ciência.
 
Brant desmistificou algumas questões, entre elas, afirmou aos magistrados, que com os métodos da Papiloscopia é possível "em praticamente qualquer superfície, identificar a impressão digital, inclusive em superfícies molhadas".
 
O diretor do INI disse, ainda, que a falta de preservação do local do crime é um dos principais problemas encontrados pelos papiloscopistas. Em vídeos e fotos, ele exemplificou essa realidade.