Poder Judiciário

Juíza Flávia Almeida Viveiros de Castro determina penhora de R$ 2,8 milhões de Anitta

Da redação (Justiça em Foco), com TJRJ. - segunda, 04 de junho de 2018
 

A juíza Flávia Almeida Viveiros de Castro, titular da 6ª Vara Cível da Barra da Tijuca, determinou nesta segunda-feira, dia 4, a penhora online de R$2.820.211,20 nas contas da cantora Anitta. O valor corresponde à diferença da multa contratual cobrada pela empresária Kamilla Fialho, da K2L Empreendimentos Artísticos, que agenciava a artista, e o que Anitta alega ser seu crédito.

A quantia ficará acautelada nos autos até que sejam julgados conjuntamente os processos envolvendo as duas partes, que brigam na Justiça desde 2014, quando a cantora decidiu suspender o contrato com a antiga agente. Anitta acusa a ex-empresária de desviar R$ 2.479.301,00, fato que ainda não foi comprovado.

Em julho de 2015, a cantora fez um depósito judicial de R$ 3 milhões. Uma decisão de agosto de 2017 intimou a artista a fazer novo depósito relativo à deferença entre os valores, mas a ordem não foi cumprida.

“Verifica-se, pelo acurado exame dos autos, que a ré foi devidamente intimada a cumprir a determinação do Juízo de fls. 6222, deixando passar in albis o prazo para depósito que representa apenas a efetiva atualização da tutela concedida, em decisão preclusa, considerando a multa, o valor que a própria ré afirmou ser seu crédito e mais o valor já depositado nos autos; Desta forma, defere-se o requerido às fls. 6655, para dar efetividade à decisão deste Juízo, que se encontra preclusa; Segue a penhora requerida”, escreveu a juiz na decisão.
Processo 0029347-43.2014.8.19.0209