Vídeo Justiça

O senador e pré-candidato à Presidência da República,  Álvaro Dias (Podemos-PR), publicou um vídeo em suas redes sociais criticando a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) na última quinta-feira (22). Seis dos 11 ministros da suprema corte do judiciário brasileiro decidiram analisar o pedido do Habeas Corpus do ex-presidente Lula, referentes a condenação em segunda instância na operação Lava-Jato. 

O petista foi condenado pelo Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4) em janeiro deste ano pelas práticas de corrupção e lavagem de dinheiro. 

A defesa de Lula recorreu ao STF para que o ex-presidente fosse preso apenas depois de serem analisados todos os recursos no TRF4. 

Hoje, uma pessoa condenada em segunda instância começa a cumprir a pena antes mesmo de serem julgados todos os recursos. 

Segundo o pré-candidato, os seis votos causaram revolta aos brasileiros. Na opinião de Álvaro Dias, o resultado demonstra que o ex-presidente Lula está acima das leis brasileiras. “O ex-presidente da República está de fato acima das leis e o STF é uma instituição dedicada a protegê-lo, evitando a sua prisão”, ressalta o paranaense.  


Álvaro Dias ainda faz a seguinte reflexão. “Afinal, as leis governam os homens ou são os homens do Supremo Tribunal Federal governam as leis?”, questiona o pré-candidato à Presidência da República.

Ao término do vídeo, o senador faz uma ponderação sobre a conduta do judiciário brasileiro. Segundo o congressista, “quando uma instituição existencial, o estado de direito, se divorcia das aspirações da sociedade, a República e a democracia falecem”, conclui Álvaro Dias.

"STF está em comunhão com o ex-presidente Lula", diz senador Álvaro Dias