15 de Oct de 2023

Instituto Silva Neto

O Instituto Silva Neto divulgou os detalhes do Simpósio Jurídico "Interseccionalidade e Transformação Social: Desigualdades Raciais e da Mulher". O evento previsto para acontecer, entre os dias 20 e 22 de novembro, no Fairmont Hotel Copacabana, contará com a presença de representantes dos três Poderes da República (Legislativo, Executivo e Judiciário), eminentes figuras do campo jurídico, personalidades da cena pública e especialistas dedicados à temática em foco.

A lista de participantes confirmados inclui Beto Simonetti, presidente do Conselho Federal da OAB; Dr. André Mendonça, Ministro do Supremo Tribunal Federal; Dr. Messod Azulay, Ministro do Superior Tribunal de Justiça; Dr. Augusto Aras, Ex-Procurador-Geral da República; Senadora Damares Alves; Senador Chico Rodrigues; Dr. William Douglas, Desembargador Federal do TRF2 e renomado autor; Deputada Federal Benedita da Silva (PT/RJ); Deputado Federal Hélio Lopes (PL/RJ); e Cristiane Britto, ex-ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do Brasil.

Durante os três dias, os participantes terão a oportunidade de se aprofundar em temáticas relevantes por meio de palestras, mesas-redondas, debates dinâmicos e workshops hands-on. Será uma jornada singular de troca e aprendizado, focada no papel da mulher nas evoluções das dinâmicas globais.

Para realizar sua inscrição ou obter mais informações, acesse o link.

https://www.sympla.com.br/evento/simposio-de-mulheres-latino-americana-e-caribenha/2187837?referrer=isilvaneto.com.br

Ronaldo Nóbrega, colunista do "Poder em Foco", experiência de mais de 25 anos como jornalista e memorialista. Em sua trajetória profissional, atuou como consultor no TSE por 12 anos, representando um partido político. Entre suas contribuições, destaca-se a Consulta 1.185/2005, que questionou a aplicabilidade da Regra da Verticalização. Esse questionamento iniciou um intenso debate entre o Judiciário e o Congresso Nacional, culminando na Emenda Constitucional nº 52/2006. A emenda proporcionou maior autonomia aos partidos políticos ao eliminar a obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas. Sua influência nesse debate é reconhecida e mencionada na 27ª edição da obra "Direito Constitucional Esquematizado", escrita por Pedro Lenza e publicada pela Editora Saraiva em 2023.