Geral

PODEMOS de São Paulo expulsa Marco Feliciano por decisão do Conselho de Ética

Por Carla Castro | [email protected] - terça, 10 de dezembro de 2019
 

Por unanimidade, a Comissão Executiva Estadual do PODEMOS de São Paulo, resolveu expulsar hoje (09/12) o deputado federal Marco Feliciano. Em documento obtido com exclusividade pelo site Coluna Política, a penalidade imposta ao parlamentar é de expulsão “não somente as questões jurídicas que o afiliado incorreu, mas também sob o aspecto da conduta ética, moral que sua passagem nesta sigla transgrediu, tornando-o não identificado com o espírito partidário inerente e necessário”.  

Dentre os principais motivos que fizeram o PODEMOS expulsar Feliciano, está os gastos com um tratamento dentário de 157 mil reais, ressarcidos ao parlamentar pela Câmara dos Deputados. Em outro trecho do documento, esse episódio é citado no parecer do Conselho de Ética: “Parece-nos, outrossim, importante destacar que entendemos desproporcional e pouco recomendado que em pleno 2019 um parlamentar ainda se utilize de recursos públicos para fins particulares, vide o caríssimo tratamento (dentário) feito pelo representado e pago com dinheiro do povo”.

Sobre o acusado ainda pairam outras acusações das mais diversas, desde assédio sexual no gabinete a recebimento de propina e pagamento a supostos funcionários fantasmas. Marco Feliciano ainda tem um prazo de 3 dias para recorrer à Comissão Executiva Nacional sobre essa decisão, conforme estatuto da sigla.

Contudo, é pouco provável que o PODEMOS volte atrás dessa penalidade, pois a Executiva Nacional do partido quer se desvincular da imagem de Feliciano. A sigla sempre esteve na vanguarda do combate à corrupção e, portanto, não se identifica com parlamentares que se envolvem em escândalos com dinheiro público.

Com essa conduta rígida, o partido tem atraído parlamentares da centro-direita descontentes com algumas ações do governo. Somente no Senado, a bancada do PODEMOS passou de cinco para dez parlamentares nos últimos meses, tornando-se a segunda maior bancada da Casa.

Nesse sentido, o PODEMOS vai adquirindo, pouco a pouco, um protagonismo na pauta anticorrupção e se fortalecendo para disputar as eleições de 2020. O senador Álvaro Dias, que foi candidato à Presidência em 2018, é um dos expoentes do partido no tema do combate à corrupção, defendendo inclusive a aprovação total do pacote anticrime do Ministro Sérgio Moro.

[email protected]