Poder Judiciário

Presidente do TST é hospitalizada com sintomas da covid-19

Da Redação com informações do TST. - quarta, 16 de setembro de 2020
 

- Magistrada ficará em observação até o resultado do exame.-

- Durante o afastamento, a Presidência será exercida pelo vice-presidente, ministro Vieira de Mello Filho.-
A Secretaria de Comunicação Social do Tribunal Superior do Trabalho informa que a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministra Maria Cristina Peduzzi, testou positivo para Covid-19. A magistrada apresenta bom estado de saúde, com sintomas leves da doença, e deve permanecer no Hospital Sírio-Libanês, em Brasília, até alta médica. Durante o período de afastamento, a Presidência do TST e do CSJT será exercida pelo vice-presidente, ministro Vieira de Mello Filho.

A presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Maria Cristina Peduzzi, foi hospitalizada na noite de ontem (15) com sintomas sugestivos de covid-19, informou a corte nesta quarta-feira (16), por meio de nota.

Segundo o TST, a magistrada ficará em observação até o resultado do exame para detecção do novo coronavírus (covid-19).

Embora venha desempenhando suas atividades de modo remoto desde março, a ministra esteve presente, na última quinta-feira (10), na posse do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux.

Na segunda-feira (14), o STF confirmou que Fux foi contaminado pela covid-19. De acordo com o tribunal, contudo, o ministro suspeita ter contraído a doença em almoço de confraternização com a família no sábado (12).

Dois ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que estiveram na posse de Fux – Luís Felipe Salomão e Antônio Saldanha – também informaram na terça-feira (15) terem contraído a doença.

O presidente do STJ, Humberto Martins, que também esteve na posse de Fux, testou negativo para a covid-19, informou o tribunal na noite de terça-feira (15). “O exame foi feito por precaução, após o ministro ter tido contato com pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus nos últimos dias”, diz o texto divulgado pela assessoria.

Durante a posse de Fux, 48 pessoas estiveram presentes no plenário do Supremo, entre autoridades, familiares do ministro e convidados. Diversos servidores trabalharam presencialmente na organização do evento, em áreas como tecnologia da informação, cerimonial e comunicação.