Geral

Promotor de Justiça critica protecionismo a criminosos

Da redação - domingo, 01 de novembro de 2020
 

Belo Horizonte - O Promotor de Justiça, Adriano Faria, fez uma postagem em suas redes sociais, na última quinta-feira, que gerou grande repercussão na web. O promotor publicou em sua conta, no Twitter, uma crítica sobre o protecionismo e os benefícios oferecidos a criminosos no Brasil. De início, o promotor relatou um fato presenciado por ele mesmo.

“Na última terça-feira (27/10) tive um júri de um réu acusado de homicídio duplamente qualificado, cometido em meados de 2019. Esse réu, data do crime, estava ‘cumprindo pena em meio aberto’ por 01 homicídio e 03 roubos anteriores, em condenações que somavam 34 anos de prisão”, escreveu Adriano Faria.

Na sequência, o promotor fez uma crítica aos setores que saem em defesa de indivíduos que cometem crimes e mesmo assim não estão atrás das grades. “Só os ignorantes, os cínicos, os bandidólatras ou os delinquentes têm o descaramento de falar em ‘punitivismo’ ou em ‘encarceramento em massa’ quando, na realidade, criminosos condenados a penas altíssimas continuam nas ruas livres para matar, roubar, traficar e estuprar”, disse.