Geral

Carmen Lúcia participa da abertura do maior encontro Canábico do Brasil

[email protected] | Foto: Wilson Dias/EBC. - terça, 08 de junho de 2021
 

Após aprovação da Câmara do PL 399/2015 - sobre a regulamentação da cannabis para uso medicinal - maior evento canábico do país conta com a participação de médicos, cientistas, pesquisadores, artistas e de autoridades

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisou o Projeto de Lei 399/15 aprovou há pouco o texto-base de proposta favorável à legalização do cultivo no Brasil, exclusivamente para fins medicinais, veterinários, científicos e industriais, da Cannabis sativa, planta também usada para produzir maconha.

A ideia de abordar de forma completa e profunda todos os aspectos que envolvem a maconha fizeram com que ativistas, pesquisadores, empreendedores e entidades e movimentos da sociedade civil se unissem para organizar nos próximos dias 9 e 10 de junho o maior evento canábico do país. 

"Trata-se da união de pessoas para ampliarmos a discussão sobre a cannabis e que vai apresentar uma visão ampla dos aspectos que envolvem suas diversas aplicações, produtos e serviços", comenta um dos idealizadores do evento, Emílio Figueiredo, advogado especialista em Cannabis.

Entre os participantes do evento estão confirmadas as presenças da ministra Supremo Tribunal Federal, Carmen Lúcia; o ator e escritor Gregório Duvivier; o jornalista Bruno Torturra, um dos criadores da Mídia NINJA; a ativista Petra Ferreira; o neurocientista, Sidarta Ribeiro; a empreendedora social e fundadora do Instituto Humanitas360, Patrícia Vilela e os músicos Bnegão, Rael e Fiotti dentre outros sessenta médicos, doutores e especialistas no assunto que compartilharão seus conhecimento, experiências, conclusões e opiniões em palestras, workshops, debates e mesas de conversas divididos em 04 frentes como saúde, indústria e serviços, pesquisa e conhecimento e sociedade e cultura.

ECONOMIA VERDE - Quase 40 países no mundo já regulamentaram a Cannabis e milhões de pessoas se beneficiam de seu potencial econômico, social, medicinal e cultural. Segundo a Grandviewresearch, o tamanho do mercado global legal de cannabis foi de 33,1 bilhões de dólares em 2020, já com estimativa de chegar a 84 bilhões de dólares em 2028. Já o MarketDataForecast estima que o mercado medicinal global de cannabis girou em torno dos 13 bilhões de dólares em 2020, podendo chegar a 44 bilhões em 2025. A Kaya Mind estima, no relatório Impacto Econômico da Cannabis, que o tamanho de mercado canábico no Brasil é de 4,43 bilhões de dólares no 4º ano após a regulamentação no Brasil - somando as frentes de uso adulto, cânhamo e medicinal, com o dólar de 21/05/21 (R$ 5,34), sendo 1,78 bilhões para o mercado canábico medicinal.

O Brasil reúne todas as condições ambientais e econômicas para ser um importante polo de desenvolvimento e produção de produtos de Cannabis e ofertar soluções para mercados globais. Entretanto, a falta de conhecimentos e de integração dos elos dessa cadeia dificultam a construção e expansão desse mercado, impedindo que milhões de brasileiros tenham acesso aos seus benefícios.

"Compartilharemos conhecimentos, experiências e iniciativas inspiradoras que ocorrem pelo Brasil e pelo mundo, envolvendo entidades sociais, especialistas, pesquisadores, a iniciativa privada e comunidades locais", completa Vagner Barbosa, diretor-executivo da Cannabis Affair.