OAB & CIA

Bruno Baptista revela que disputa na OAB/PE vai utilizar empréstimo de urnas eletrônicas

[email protected] - terça, 13 de julho de 2021
 

Ronaldo Nóbrega | CEO Editor 

Graduado em Direito pela Universidade Federal de Pernambuco, Bruno Baptista consolidou a sua carreira profissional na advocacia. Já foi professor universitário, na universidade federal pernambucana, além de ter ocupado diversos cargos na Seccional da Ordem dos Advogados de Pernambuco. Em 2018 foi eleito em chapa única para presidir a entidade representativa dos advogados pernambucanos. Baptista concedeu uma entrevista exclusiva ao Justiça em Foco para falar sobre os trabalhos da atual gestão da OAB/PE.

A seguir, trechos da entrevista:

Justiça Em Foco: Quais foram os principais desafios da OAB/PE, até o momento na sua gestão? Os desafios que vão além da pandemia?

Bruno Baptista: Desde o início da nossa gestão o objetivo sempre foi trabalhar em prol da unidade na advocacia. Para isso, tal como definimos como pilares da nossa gestão, era preciso dedicar uma atenção especial à jovem advocacia, pautas da mulher advogada, advocacia do interior e, impreterivelmente, à defesa das prerrogativas profissionais. E assim estamos fazendo: entendendo que não há como avançar em projetos coletivos sem compreender e atuar de acordo com as particularidades de cada segmento.

Juntos, conseguimos atuar em lutas que são indispensáveis para a advocacia e sociedade civil, como a constante busca na melhoria do atendimento do Judiciário no nosso estado – por meio da digitalização de processos e celeridade no atendimento das demandas, por exemplo.

Justiça Em Foco: O fato de ter sido eleito em chapa única para representar os advogados pernambucanos foi um peso a mais na sua missão?

Bruno Baptista: O sentimento predominante é gratidão. Ficamos muito agradecidos ao voto de extrema confiança nos dado pela advocacia pernambucana. Ganhamos a eleição, mesmo sendo chapa única, com uma expressiva votação – passamos dos 11.500 votos. O trabalho, que já seria feito com muito empenho e dedicação, vem sendo realizado com ainda mais afinco para atender às expectativas da advocacia do nosso estado.

Justiça em Foco: Como tem sido a atuação da OAB/PE junto ao governo estadual para garantir os serviços essenciais básicos à população e mais qualidade de vida para a sociedade pernambucana?

Bruno Baptista: Tanto a diretoria, quanto as nossas comissões temáticas vêm dialogando de forma contínua com o governo estadual e municipal, visando assegurar direitos e garantias básicas para a população. Nosso compromisso vai muito além de garantir o direito dos advogados e advogadas de Pernambuco, mas, principalmente, assegurar as garantias necessárias para o bom funcionamento da sociedade civil. Além das tratativas diretas com os governos, assembleia e câmara, também atuamos em ações solidárias contínuas, tanto por meio das nossas comissões, quanto em parceria com outros órgãos de classe – a exemplo do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (CREA/PE) e Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco (CAU/PE).

Justiça Em Foco: Quais as estratégias adotadas pela OAB/PE para representar a classe como um todo, prestando total assistência ao advogado?

Bruno Baptista: O diálogo é o pilar de toda a nossa estratégia. Estamos de portas abertas, sempre, para todos os advogados e advogadas, da Capital ao Sertão, trazerem suas questões e sugestões acerca de temas pertinentes à nossa gestão e ao exercício da advocacia de um modo geral. Nosso espaço é de todos e todas.

É importante destacarmos a atuação da nossa Caixa de Assistência dos Advogados de Pernambuco (CAAPE), presidida por Fernando Ribeiro Lins, na sua função de braço assistencial da OAB-PE. Por meio dela conseguimos fornecer aos advogados e advogadas uma série de benefícios como plano de saúde e odontológico, rede de apoio a vítimas de violência sexual e de gênero, auxílio financeiro emergencial, planos de saúde, previdência privada, auxílio cesta básica, descontos em diversos estabelecimentos, entre outros.

Além disso, o nosso braço educacional, representado pela Escola Superior de Advocacia de Pernambuco (ESA-PE), dirigida por Mário Guimarães, também desempenha um importante papel na assistência educacional dos advogados e advogadas do estado. São inúmeros cursos, seminários, especializações e pós-graduações disponibilizadas a preços acessíveis e, por vezes, até de forma gratuita.

Justiça Em Foco: Qual a probabilidade de o senhor assumir mais uma gestão na presidência da OAB/PE ou participar de uma chapa que dispute a presidência? Pode-se dizer que já tem articulações para a eleição? Acredita que será um pleito com concorrentes, diferentemente da eleição anterior?

Bruno Baptista: As articulações já vêm acontecendo e é natural que ocorram. O grupo que tenho a honra de atualmente liderar possui excelentes nomes e tenho certeza que montaremos uma chapa plural e representativa, onde se defenda o legado já construído e apresente também novas propostas para a advocacia pernambucana. E isso construiremos juntos, com bastante diálogo e participação, como é o nosso estilo, já que na OAB não há espaço para projetos individuais. Já há algum tempo o nosso grupo, democraticamente, defende o princípio da não reeleição para a presidência da Seccional e assim vai ser novamente neste ano. É de se esperar que haja, sim, chapa de oposição. E isso é bom para o debate democrático.

Justiça Em Foco: Hoje, a OAB/PE tem trabalhado em sintonia total com o Conselho Federal da OAB ou independente em alguns aspectos? Se há diferença em alguns aspectos, qual é a justificativa? Existe muita diferença de sintonia entre a seccional e o conselho federal?

Bruno Baptista: Inexiste alinhamento automático com quem quer que seja, até porque isso não é próprio da democracia. Pernambuco é um estado conhecido por ser libertário. Todas as pautas que entendemos ser favoráveis à advocacia, à democracia e à sociedade contam com o nosso apoio. As divergências - naturais - são tratadas internamente e visando sempre o melhor interesse da advocacia.

Justiça Em Foco: Qual a expectativa da seccional sobre as próximas eleições para a Seccional e para o Conselho Federal da OAB? A OAB/PE terá candidato? Planeja disputar a presidência do Conselho Federal da OAB?

Bruno Baptista: A expectativa é que o nosso grupo, que possui excelentes quadros, pluralidade, democracia, serviços prestados e projetos para o futuro possa participar do jogo democrático. Com relação ao Conselho Federal, como a eleição só se dará em 2022, após as eleições nas Seccionais, acredito que os assuntos devem ser tratados cada um no seu momento.

Justiça em Foco: Em algumas seccionais está em debate a possibilidade de votação eletrônica para a eleição? Como será realizada a eleição para OAB/PE? No formato virtual?

Bruno Baptista: Esperamos que daqui para novembro, com o avanço da vacinação, a situação da pandemia esteja sob controle e possamos fazer a festa da democracia de modo presencial, com todos os cuidados atinentes à segurança e distanciamento. A ideia é fazer, em Pernambuco, a eleição do modo mais seguro e democrático, respeitando-se especialmente o princípio do sigilo do voto, razão pela qual já solicitamos ao Tribunal Regional Eleitoral a cessão de urnas eletrônicas para a realização do pleito, com todos os cuidados referentes às medidas sanitárias vigentes.

CEO Editor | Ronaldo Nóbrega

[email protected]