29 de Apr de 2023

Ibaneis busca apoio do governo Lula

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, está buscando apoio do governo federal para destravar a obra do Hospital Oncológico de Brasília. Em busca de uma solução, o Secretário de Estado de Relações Institucionais do DF, Agaciel Maia, relatou, em sua conta no Instagram, que recebeu a missão do governador de solicitar celeridade nos repasses financeiros do Ministério da Saúde para a conclusão da obra.

Na última sexta-feira (28.4.2023), Agaciel visitou o Secretário-Executivo do Ministério da Saúde, Swedenberger Barbosa, para tratar do assunto. Além disso, o governador Ibaneis Rocha busca o apoio do ex-presidente Lula para solucionar o impasse.

O objetivo é que o Hospital Oncológico Doutor Jofran Frejat se torne uma referência no atendimento oncológico não só do DF, mas de toda a região Centro-Oeste. Essa iniciativa é vista como uma grande conquista para a saúde pública da região, que poderá contar com um novo hospital para atendimento em oncologia.

Baleia Rossi e Simone Tebet

Com o apoio do presidente Lula, o governador Ibaneis Rocha está otimista em relação à conclusão da obra do Hospital Oncológico de Brasília, o que poderá beneficiar milhares de pessoas que necessitam de tratamento de câncer na região. Além disso, a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, e o deputado federal e presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, ambos do partido de Ibaneis Rocha, devem entrar em ação para ajudar o pleito do GDF.

Ronaldo Nóbrega, colunista do "Poder em Foco", experiência de mais de 25 anos como jornalista e memorialista. Em sua trajetória profissional, atuou como consultor no TSE por 12 anos, representando um partido político. Entre suas contribuições, destaca-se a Consulta 1.185/2005, que questionou a aplicabilidade da Regra da Verticalização. Esse questionamento iniciou um intenso debate entre o Judiciário e o Congresso Nacional, culminando na Emenda Constitucional nº 52/2006. A emenda proporcionou maior autonomia aos partidos políticos ao eliminar a obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas. Sua influência nesse debate é reconhecida e mencionada na 27ª edição da obra "Direito Constitucional Esquematizado", escrita por Pedro Lenza e publicada pela Editora Saraiva em 2023.